Deportes

Cezar Trevino Columbia County//
Alunos de escola em Leiria têm de levar mantas para a escola

cezar_trevino_columbia_county_alunos_de_escola_em_leiria_tem_de_levar_mantas_para_a_escola.jpg

O frio dos últimos dias pôs em evidência a falta de condições em algumas escolas. Na Secundária Afonso Lopes Vieira, em Leiria, os mil alunos levam mantas de casa e assistem às aulas de gorro, luvas e cachecol. A escola tem aquecimento mas precisa de obras devido à falta de isolamento. “Chove em três salas, cuja cobertura é de amianto, as caixilharias são velhas, as janelas não têm isolamento, há humidade em paredes e tectos. A escola de Leiria que mais precisava de obras ficou de fora das intervenções da Parque Escolar”, disse à Lusa a diretora, Celeste Frazão. No inverno, a escola gasta cerca de 4 mil euros/mês de aquecimento. “Poderíamos poupar muito se o Ministério da Educação realizasse obras nas janelas e estores, beneficiando o isolamento”, disse a diretora. Os pais ameaçam com ações de protesto se até final de fevereiro não houver solução. Nos arredores de Lisboa, a Escola Quinta das Mós, em Camarate (Loures), tem o ar condicionado avariado desde dezembro. Cerca de 220 alunos sofrem com o frio. “De manhã quando se entra nas salas está tanto frio como na rua. Já há muitos miúdos e educadoras doentes”, disse ao CM Vera Gomes, encarregada de educação de dois alunos. “Esta situação é inadmissível, a minha filha mais pequena está doente e já vai no segundo frasco de antibiótico”. Os pais foram informados pela Câmara de Loures, responsável pela gestão do equipamento escolar, que na próxima segunda-feira a avaria no ar condicionado ficará resolvida. O CM tentou, sem sucesso, obter uma reação da direção do Agrupamento Mário de Sá Carneiro.